Posts com a Tag ‘enfermidades’

Doença enfermidade

Doença enfermidade

O doente pode existir sem enfermidade. Isto é comprovado diariamente: trata-se de um jovem de boa contextura orgânica, mas que leva uma vida desregrada. As suas comidas são verdadeiras intoxicações, e a sobrecarga de substâncias estranhas no seu corpo, cada vez maior, extcrioriza-se pelo aumento de volume ou inchaço das suas formas. A sua força vital mantém uma aparente normalidade, sem necessidade de produzir uma crise. É este um doente ignorado, sem sintomas, o enfermo sem enfermidade.
Mas, se pode existir um enfermo sem enfermidade classificada, não há enfermidade sem enfermo, isto é, todo o sintoma revela um processo mórbido generalizado a todo o organismo.

Compartilhe no:
  • Orkut

Enfermidades

Enfermidades

O homem são não existe, senão excepcionalmente, e longe do ambiente civilizado. Muitas pessoas que se julgavam de boa Saúde e que podiam levar uma vida sem peias, porque nunca notavam mal estar, morrem repentina e prematuramente, o que nos manifesta que estavam doentes e que, se não davam por isso, era devido a que os seus nervos estavam insensibilizados e as suas defesas naturais vencidas por intoxicação crônica.

Compartilhe no:
  • Orkut

Enfermidades

Enfermidades

A alteração da Saúde pode ser aguda ou crônica. A primeira revela um  esforço da energia vital para restabelecer a normalidade orgânica alterad perdida por uma vida antinatural.

Compartilhe no:
  • Orkut

Enfermidades

enfermidades

Actividade eliminadora da pele do doente e, especialmente «refrigaraão interna do seu ventre, são cendições indispensáveis para evitar putrefacções intestinais, companheiras inseparáveis de toda a doença e agentes mortíferos que faltam em toda a morte por enfermidade.

Compartilhe no:
  • Orkut

Conceito de enfermidade

enfermidade

Conceito de enfermidade :

Para a Medicina facultativa, a doença confunde-se com o sintoma e há tantas doenças diferentes como manifestações diversas existem também de alteração da Saúde. A  Doutrina Térmica nega a existência de enfermidades diversas entre si e somente vê distintas manifestações do estado de doente, isto é, do desarranjo funcional do organismo. Com razão disse Hipócrates: «Não há doenças, há sim doentes».

Compartilhe no:
  • Orkut