Arquivo da Categoria ‘Tratamento natural’

Receitas com óleo de Tea Tree

Tiro e queda contra micose:
Para acabar com os fungos entre os dedos, pingue cinco gotas do óleo em um pouco de creme para assaduras, desses usados por bebês. Aplique duas vezes ao dia, espalhando bem. Mas não vale dispensar o médico!

Compartilhe no:
  • Orkut

Oleo da tea tree

Melhor do que antibiótico!

O óleo da tea tree, que os cientistas daqui chamam de melaleuca, é capaz de evitar cáries e de combater herpes, candidíase e micoses

Quando folhas de tea tree — uma árvore conhecida também por melaleuca — caíam na água, os aborígines australianos já sabiam que ali se formava uma espécie de lago terapêutico. Não à toa eles o utilizavam para tratar diversas infecções. O óleo dessa planta comum na terra dos can-
gurus está se revelando devastador contra fungos» vírus e bactérias. Esse poder, observado em estudos in vitro, vem sendo confirmado por testes em pessoas. Um deles foi feito aqui mesmo no Brasil e mostrou um efeito surpreendente contra micróbios causadores da cárie, como os Strepto-coccus mutans. Cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em Piracicaba, no interior paulista, chegaram ao resultado depois de comparar a planta com um dos anti-sépticos bucais mais populares, a clorhexidina.
Micróbios enfraquecidos:
No estudo da Unicamp, 30 voluntários fizeram bochechos uma vez ao dia, durante uma semana. Metade deles usou o óleo de tea tree diluído e os demais, o remédio comum. “Em alguns casos a melaleuca foi mais eficaz”, revela o dentista Francisco Groppo, líder do estudo. Essa é a única pesquisa do gênero realizada no mundo e agora a idéia é testar a substância nos casos de periodontite.
A mesma equipe de cientistas já havia verificado em laboratório que o Stafilococcus áureos, uma bactéria que provoca estragos na garganta, também não resiste a esse óleo. E vários estudos anteriores vinham apontando resultados parecidos contra herpes, micoses de pele e candidíase.
Quem confere tantos dons à planta são os terpenos — substâncias que enfraquecem a pare-
de das células dos micróbios, derrotando-os. Esse mecanismo de ação é similar ao de vários medicamentos. “A melaleuca facilita a passagem de princípios ativos pela membrana da célula”, acrescenta o clínico geral Alex Botsaris, do Rio de Janeiro, um estudioso das plantas medicinais. “Por isso potencializa a ação dos remédios convencionais”, completa ele.
Uma vantagem do óleo é que basta uma pequena dose para garantir os benefícios — o que afasta os riscos de intoxicação. “De qualquer forma, ele não deve ser ingerido de jeito nenhum nem ser usado sem diluição”, ressalta Christine Carson, especialista em microbiologia da Universidade Western Austrália, em Crawley, na Austrália, uma das maiores autoridades no assunto. Isso por causa do cineol, um componente tóxico capaz de provocar alergias. Até aqui ninguém constatou reações graves, mas vale a cautela.
Entre as várias espécies dessa árvore, a mais poderosa é a alternifolia, existente apenas na Austrália. Sua parenta brasileira, a chamada leucadendra, não se mostrou tão eficaz nesse quesito. Por sorte, o óleo australiano é facilmente encontrado por aqui em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. E vale avisar: embora os cientistas estejam animados diante das façanhas da melaleuca, ela ainda não recebeu o rótulo de medicamento anumicro-biano. Faltam mais pesquisas científicas para que seja formalmente receitada para esse fim. “Sem dúvida, trata-se de uma planta extremamente promissora”, arremata Francisco Groppo.

Compartilhe no:
  • Orkut

Especialização em nutrição

Especialização em nutrição

Vemos, pois, que o frio do ar ou da água,activando e normalizando as funções orgânicas, cura, pelo calor que estes agentes, devidamente aplicados, produzem na pele.
Todo o doente é um debilitado cujo organismo trabalha frouxamente, e no conflito com o frio temos o estimulante que. o obrigará a activar as suas funções, e, portanto, à mudança orgânica que é regeneração integral do corpo.

Compartilhe no:
  • Orkut

Desnutrição no brasil

Desnutrição no brasil

Para melhorar, pois, e normalizar as funções internas do nosso organismo, é preciso activar a pele de acordo com o conceito de Priessnitz: As curas fazem-se melhor por fora do que por dentro.
O tônico mais poderoso é constituído pelos banhos frios de, água e também os de luz e sol. Pessoas de vitalidade deprimida sentem novas forças e vida activa saltando diariamente da cama ao acordar e, melhor no Inverno do que no Verão, para exporem o seu corpo nu ao ar livre e frio, ainda que chova ou neve. Com esta simples prática dispomos do estimulante mais eficaz para obrigar o organismo a activar as suas funções debilitadas por desnutrição e intoxicação. O ambiente frio, actuando sobre as terminações nervosas da pele nua, obriga o corpo a defender-se do frio, produzindo maior calor e levando à sua superfície a febre interna. Esta activi-dade defensiva do organismo excita o processo vital, oxidando mais intensamente os resíduos úteis e fazendo mais enérgica e completa a circulação do sangue em todo o corpo, com o que se melhora a nutrição geral e se activam as eliminações.

Compartilhe no:
  • Orkut

A importancia da nutrição

A importancia da nutrição

Assim como a vida representa um constante consumo de energias e um desgaste ininterrupto, a nutrição que está destinada a atender a estas necessidades do nosso organismo, não pode interromper-se nem por um momento sem pôr em perigo a existência do nosso corpo.
Vivemos nutrindo-nos e, da qualidade dos elementos que incorporamos no nosso organismo, depende a qualidade do seu sangue e dos seus tecidos e também a actividade e normalidade das suas funções.
O corpo humano tem três vias destinadas a incorporar os materiais e energias de que necessita para viver e estas são: os pulmões, a pele e o tubo digestivo. A nutrição é, pois, pulmonar, cutânea e intestinal. Também por estas mesmas vias o corpo expulsa os resíduos do desgaste orgânico, além dos rins.

Compartilhe no:
  • Orkut

A nutrição

A nutrição

A NUTRIÇÃO.
Oue o teu alimento seja o teu remédio c que o teu remédio seja o teu alimento.
A nutrição constitui a função fundamental do processo vital. Por meio dela se forma e conserva o corpo.
É preciso proporcionar ao nosso organismo os materiais para a sua manutenção e desenvolvimento, renovando constantemente este auxílio, já que o desgaste da máquina humana e o consumo de substâncias e energias se faz sem interrupção de um segundo, de dia e de noite. A nutrição, pois, desenvolve, mantém e repara o nosso corpo e também alimenta a sua actividade em cada momento.

Compartilhe no:
  • Orkut

Boa digestão

Boa digestão

Terminamos, repetindo o nosso ponto de vista: Curar, não; normalizar, sim, produzindo sempre febre curativa na pele do doente e refrescando o interior do seu ventre para fazer desaparecer a febre destrutiva das suas vísceras. Deste modo restabeleceremos a normalidade funcional do organismo, ou seja, a sua Saúde integral, qualquer que seja o nome da doença.
Não esqueçamos que o melhor «remédio» é uma boa digestão, a qual só é possível manter com Equilíbrio Térmico do corpo.
Tenhamos presente que o que nos dá a Saúde cura a doença, porque esta, que é desarranjo funcional dó organismo, só pode desaparecer restabelecendo a normalidade perdida. E já sabemos que esta normalidade só é possível com o Equilíbrio Térmico do corpo.

Compartilhe no:
  • Orkut

Tratamento natural

Tratamento natural

O erro de atribuir ao micróbio a origem da falta de Saúde e de procurar o seu restabelecimento mediante drogas, antibióticos, soros, vacinas, injecções, electrici-dade, rádio e operações cirúrgicas, em forma gráfica está denunciado pela Natureza na íris dos doentes, vítimas desses procedimentos, como fica explicado na minha obra A íris de Teus Olhos Revela a Tua Saúde.
Coloquemos o corpo doente em Equilíbrio Térmico e a sua própria natureza o regenerará integralmente mediante boas digestões e activa eliminação da sua pele.

Compartilhe no:
  • Orkut