Arquivo da Categoria ‘Parasitas’

Infecção generalizada sintomas

Infecção generalizada sintomas

Faltando o terreno impuro ou a temperatura de febre interna, não há possibilidade para o desenvolvimento de uma infecção microbiana. É isto o que vemos todos os dias: uma casa suja, durante o Inverno, por falta de calor adequado, está livre de pulgas, moscas, baratas e outros insectos que se criam nas imundícies e, ainda quando o tempo esteja quente, numa casa limpa tão-pouco se desenvolvem esses hóspedes.

Compartilhe no:
  • Orkut

Infecção sintomas

Infecção sintomas

Segundo a teoria que atribui as doenças ao micróbio, um homem são pode converter-se num doente por uma repetida «infecção», embora a Natureza nada faça por saltos, de maneira que, para passar do estado de Saúde ao de doença, requer-se um processo de desorganização e desenvolvimento mais ou menos longo e lento.
O sangue impurifica-se respirando ar impuro, mediante prolongados desarran-jos digestivos e por deficiente trabalho eliminador da pele. Compreende-se, então, que a doença tem uma origem interna e não estranha ao corpo, no que se diferencia do acidente.

Compartilhe no:
  • Orkut

Tipos de micróbios

Tipos de micróbios

Ao culpar o micróbio como causador dos seus males, o homem não quer reconhecer o erro próprio porque, contrariando a Lei Natural, cada qual se converte no pior inimigo de si próprio.
O ser racional, para cuja alimentação se fizeram as frutas frescas c oleaginosas, abandonando estes alimentos vivos, puros e energéticos, come substâncias cadavé-ricas e com isso acumula no seu corpo as matérias pútridas que o micróbio deve remover. Esquecendo os seus próprios erros de Vida, sem razão o homem culpa este das putrefacções que envenenam o seu sangue, originam as suas enfermidades e preparam prematura e trágica morte por auto-intoxicação.

Compartilhe no:
  • Orkut

Doenças causadas por micróbios

Doenças causadas por micróbios

A enfermidade, que é anormalidade, desordem, não pode ter por causa uma acção harmônica e ordenada como a que desempenham os micróbios que actuam obedecendo à Lei Natural. Atribuir um efeito anormal como é a doença, a uma acção normal como a desenvolvida pelo micróbio, é cair no absurdo de aceitar um efeito contrário à natureza da causa que o produz.

Compartilhe no:
  • Orkut

Os micróbios

Os micróbios

As mesmas leis que dirigem o movimento dos astros, que regulam as estações do ano e que, mediante o instinto guiam constantemente o irracional pelo caminho da normalidade, estas mesmas leis, repetimos, colocam o micróbio no lugar e missão que lhe correspondem para contribuir à harmonia universal, fundamento da vida.
Como é possível que todos os médicos se tenham enganado, toda a sua vida, unanimemente’! É que não há que tomar por unanimidade» de opinião o que só é simples «uniformidade de ensino. Que podem «opinar» esses jovens educandos, dependentes só de aprender bem a lição que lhes permita passar logo a eminentes homens de ciência ?

Compartilhe no:
  • Orkut

Micróbio

Micróbio

Esta é a melhor prova contra a teoria microbiana como causa dos males do homem.
O micróbio está sempre bem onde se encontra, pois as suas actividades e a sua vida desenvolvem-se, em todos os momentos, em harmonia com as leis imutáveis da Natureza. Como acabamos de dizer, a sua missão é fazer a polícia dos tecidos, devorando substâncias orgânicas mortas, em decomposição, introduzidas no organismo por meio de uma alimentação cadaverica e derivada de putrefacções intestinais, as quais ficam nele retidas por deficientes eliminações da sua pele, rins e intestinos C1).

Compartilhe no:
  • Orkut

Parasitas humanos

Parasitas humanos

Vemos, pois, que assim como os parasitas são para o homem elementos de perturbação e de morte, os micróbios constituem um aliado da vida orgânica porque, nutrindo-se de substâncias prejudiciais para o organismo, favorecem a sua remoção e eliminação, o que eqüivale a ajudar o saneamento do sangue e tecidos do corpo.
Isto é revelado pela íris de todo o doente. A presença de micróbios não aparece como anormalidade na íris; pelo contrário, os parasitas, como as lombrigas e o ácaro da sarna, manifestam-se com claros sinais de anormalidade, como se explica na minha obra A íris de Teus Olhos Revela a Tua Saúde.

Vemos, pois, que assim como os parasitas são para o homem elementos de perturbação e de morte, os micróbios constituem um aliado da vida orgânica porque, nutrindo-se de substâncias prejudiciais para o organismo, favorecem a sua remoção e eliminação, o que eqüivale a ajudar o saneamento do sangue e tecidos do corpo.
Isto é revelado pela íris de todo o doente. A presença de micróbios não aparece como anormalidade na íris; pelo contrário, os parasitas, como as lombrigas e o ácaro da sarna, manifestam-se com claros sinais de anormalidade, como se explica na minha obra A íris de Teus Olhos Revela a Tua Saúde.
Compartilhe no:
  • Orkut

Doenças por parasitas

Doenças por parasitas

A diferença essencial que existe entre parasitas e micróbios está em que os primeiros se nutrem dos alimentos com que se mantém o indivíduo que os aloja, ou à custa directa do seu sangue e matérias vivas do seu corpo, como sucede com as lombrigas, a triquina, os percevejos, os piolhos e o ácaro da sarna. Pelo contrário, os micróbios desenvolvem-se em putrefacções de matérias orgânicas, os quais requerem ao mesmo tempo substâncias mortas e temperatura de febre. O micróbio nutre-se destas matérias putrefactas cuja desagregação favorece, fazendo no corpo uma obra de saneamento análoga à dessas aves que se alimentam de cadáveres em decomposição.

Compartilhe no:
  • Orkut

Doenças parasitas

Doenças parasitas

Doenças parasitas.
Respirando ar puro, mantendo boas digestões e actividade eliminadora da pele, rins e intestinos, ninguém pode morrer, salvo acidente, ainda que viva entre micróbios.
Enquanto se procura instruir o público acerca dos perigos que o micróbio representa para a vida do homem, pouca ou nenhuma importância se tem dado à acção dos parasitas cuja contaminação é funesta para a Humanidade. Como mais adiante trataremos destes, agora apenas tratamos de um dos aspectos deste tema.

Compartilhe no:
  • Orkut

Parasitas intestinais

Parasitas intestinais

Em lugar, pois, de combater micróbios no corpo doente, devemos sempre combater a sua febre interna, refrescando as suas vísceras e congestionando a sua pele.
Compreende-se então que a Saúde do homem é questão de temperaturas e Equilíbrio Térmico do seu corpo.
A minha Doutrina reconhece a existência de micróbios e bactérias, mas nega que estes seres sejam causa do desarranjo funcional do organismo que caracteriza o estado de doente, quaisquer que sejam as suas manifestações.

Compartilhe no:
  • Orkut