Arquivo da Categoria ‘Dores de cabeça’

Dor de cabeça

Dor de cabeça

Temos, por exemplo, uma dor de cabeça: a pessoa afectada recorre à aspirina, ou mesmo a qualquer outro preparado farmacêutico terminado em «ina», e ingerindo o «medicamento», ao fim de pouco tempo notará a desapariçâo da sua dor. «Curou-se» a doença da cabeça? Não, porque não se afastou a causa, que sempre é interna, e a sua origem está no ventre; mas a dor, que era reacção defensiva da Natureza, desapareceu por envenenamento da célula nervosa, cuja actividade, manifestada na dor, foi paralisada pela acção deprimente do tóxico injectado ou ingerido. Neste caso os nervos sensitivos perderam a direcção das suas funções como sucede a um bêbedo que se incapacita para andar, ver, falar e sentir normalmente por intoxicação alcoólica.

Compartilhe no:
  • Orkut