Arquivo da Categoria ‘Combinar alimentos’

Alimentação saudável frutas

Com duas ou três laranjas por dia e outros tantos cachos de uvas, um adulto é capaz de qualquer trabalho, aumentando com isso a sua potência intelectual.
Com razão, pois, as religiões impõem o jejum para empreender um exercício espiritual ou preparar-se para receber um sacramento.
As grandes produções do cérebro humano nunca foram resultado de laboriosas digestões.
Tecnicamente, o jejum normaliza e purifica o sangue, activando as eliminações gerais e favorecendo a destruição de matérias mórbidas.
Durante o jejum todas as células estão fazendo trabalho de eliminação e, quando ficam livres de obstruções de matérias estranhas, a Saúde voltou.
O jejum elimina do corpo tudo quanto lhe é prejudicial, aliviando a congestão de qualquer órgão e dirigindo todas as forças do organismo no sentido da eliminação.
Além disso, o jejum combate a febre interna, porque permite descansar o aparelho digestivo cujo trabalho forçado e prolongado congestiona as suas mucosas e origina o desequilíbrio Térmico do corpo.
Para terminar este ponto citaremos a experiência realizada pelo médico alopata norte-americano, Dr. Henrique S. Tanner, que jejuou durante quarenta e dois dias.
O Dr. Tanner, de Deluth, Minnesota, em 1877 foi declarado incurável por sete autoridades médicas de Minneápolis. Um reumatismo cardíaco e asma do mais insidioso caracter impediam-no de dormir e mantinham-no sofrendo intensas e constantes dores.

Compartilhe no:
  • Orkut

Evitar os inconvenientes das más combinações

Para evitar os inconvenientes das más combinações, a melhor regra será simplificar cada refeição a um ou dois produtos, variando estes nas diversas refeições do dia ou, melhor, cada dia, para proporcionar ao organismo os variados materiais de que necessita e que são açúcares, albuminas (pouca para os adultos), hidratos de carbono e sais minerais.
A quantidade é também outro factor que intervém na digestão, sendo a regra geral, para que esta se faça normalmente, nunca comer sem fome e toda a refeição terminar deixando algum desejo por satisfazer, pois alimentamo-nos do que o corpo assimila e não do que introduzimos em excesso.
Condição de uma boa digestão é, por fim, a tranqüilidade nervosa e, para obtê-la, devemos evitar desgostos e preocupações, antes e imediatamente depois das refeições, ou durante elas.

Compartilhe no:
  • Orkut

Alimentação: o que liga bem

O que liga bem:
Frutas secas e mel, ——————————————-» com frutas frescas doces.
Leite, queijo e ovos, ————————————-» cereais, feculentos e legumes.
Cereais, trigo, milho, arroz, aveia, etc. —-» hortaliças, raízes ou frutas doces ou olea ginosas.
Feculentos ou tubérculos farináceos, ———————————-» hortaliças e sumo de uva.
Legumes, ———————————————————–» hortaliças e manteiga.
Pão, queijo, gemas de ovo e nata, ————-» frutas frescas, doces em compotas.
Hortaliças, raízes e tomates, ———————–» azeite, frutas oleaginosas e ovos.
Frutas doces, ——————————————————–» gema de ovo e pão.
Legumes, azeites e frutas oleaginosas, —–» tomates, abóboras, beringelas e saladas.
Azeites, hortaliças e raízes, ——————» ovos, batatas, cereais ou legumes secos.
Bananas e frutas farináceas, ————————————-» leite, ovos e frutas doces.
Hortaliças (alface, aipo, chicória, etc.’), ————————» cereais ou batatas doces.
Saladas de folhas, talos ou raízes, ———————–» azeite, cereais ou batatas doces.
Oleaginosas e azeitonas, ————————————————-» cereais e hortaliças.
Queijo, melhor fresco do que seco, ———————–» cereais, pão ou batatas doces.
Ervilhas, feiiões, lentilhas, grãos, ————————————————» hortaliça.
Cereais (trigo, milho, arroz, aveia, etc), ——————————» frutas secas doces.
Ovos, preferível cozidos, ————————————–» toda a espécie de vegetais.
Pão, melhor integral, —————–» frutas doces, hortaliças, leite, mel, ovos, azeite.

Compartilhe no:
  • Orkut

Alimentação: o que liga mal

O que liga mal:
Ovos, leite ou queijo, ——————————-com mel, frutas frescas ou secas.
Cereais e legumes, ——————————————–»   castanhas ou bananas.
Cereais, trigo, milho, arroz, aveia, etc.———– »   batatas e feculentos em geral.
Cereais e feculentos, ——————————————————»   frutas ácidas.
Frutas oleaginosas, azeite e óleos, ——————–»   frutas doces, mel e açúcares.
Crustáceos, carnes, peixes e aves, —————————-»   frutas frescas c doces.
Vinhos e sal, ————————————————————-»   melancia ou leite.
Limão c outras frutas ácidas e vinagre, —»   tomates, leite, castanhas, bananas, cereais, feculentos e legumes secos.
Leite, ———————-»   saladas cruas, hortaliças, tomates ou frutas sumarentas.
Ovos, ————————————————————————»   queijo ou leite.
Frutas, —————————————————————————-»   hortaliças.
Mel ou açúcar, ——————————————————————-»   hortaliças.
Azeitonas ou oleaginosas, ———————————»   mel ou açúcar ou frutas doces.

Compartilhe no:
  • Orkut

Combinações alimentos

As frutas doces sumarentas combinam bem com os amidos que as castanhas, bananas ou pinhões contêm. Batatas doces com cereais como trigo, milho, arroz, aveia, etc, não convém comê-los juntos, porque a fécula das frutas com o amido dos cereais geralmente não se digere simultaneamente, devendo o que foi elaborado primeiro esperar, para ser absorvido, pela digestão do outro, entrando em fermentação pútrida. Pela mesma razão, não deve comer-se pão com batatas doces.
A mesma razão anterior existe também para não misturar na mesma comida leite com ovos, pois uma destas substâncias pode ser digerida de preferência à outra que entrará em decomposição.
Alimentos de natureza oposta não devem comer-se juntos, como os de sais minerais ácidos e açúcares. Assim, as hortaliças contêm em grande proporção sais minerais, e as frutas contêm ácidos e açúcares, motivo pelo qual as hortaliças e as frutas, na mesma comida, produzem facilmente fermentações nocivas.
Por fim, as azeitonas ou azeites, com frutas doces ou secas (açúcares), produzem má combinação, dando lugar a fermentações alcoólicas.
Para melhor compreensão, expomos exemplos de combinações prejudiciais e boas.

Compartilhe no:
  • Orkut

Combinações alimentares

Com alimentos naturais, boa mastigação e lenta deglutição, não está completamente assegurado o êxito do processo digestivo, pois há alimentos que misturados com outros produzem má combinação, dando lugar a subprodutos tóxicos, o qtie pode suceder até com as frutas.
Assim, frutas oleaginosas e frutas doces na mesma refeição, não se digerem bem, porque as gorduras ao misturarem-se com os açúcares produzem fermentações alcoólicas, sobrecarregando o sangue de produtos nocivos.
Processo análogo se dá com as frutas ácidas misturadas com amido, como laranjas com pão. Neste caso os ácidos, impedindo o desdobramento normal dos amidos em maltose e glicose, originam fermentação ácida, que favorece a acidifi-cação do sangue.
Também é prejudicial misturar na mesma refeição frutas doces e ácidas, pois originam-se fermentações inconvenientes.
Pelo contrário, as frutas ácidas combinam bem com as oleaginosas, comendo primeiro as ácidas: laranjas com nozes.

Compartilhe no:
  • Orkut