Vinho do porto

Seu segredo, dizem, é uma fermentação apressada, que não dura mais do que dois ou três dias, seguida do acréscimo de aguardente de uva, que lhe confere um quê especial -e muitas calorias. É produzido nas extensas áreas entre as montanhas e as margens do rio Douro há pelo menos 2 mil anos, mas só a partir do século XVII recebeu a denominação de vinho do Porto. E, como todo bom vinho.degustado com moderação, faz muito bem à dieta, graças a antioxidantes poderosos, capazes de prevenir o envelhecimento das células e o acúmulo de placas nas artérias.

Dádiva da região do Douro, no nordeste de Portugal, ele empresta sabor e aroma penetrantes às receitas deste mês

Brie à moda do Douro

Ingredientes
• 1 queijo brie
• 1 xícara de café de
uva passa escura
• 1 xícara de café de uva passa clara
• 1 xícara de chá de vinho do Porto
• papel-alumínio
• 20 torradas pequenas
Modo de preparo
Deixe a uva passa de molho no vinho por cerca de três horas para que amole-çam. Coloque o queijo num papel-alumínio grande o suficiente para, depois, recobri-lo. Com a ajuda de uma faca, risque um quadriculado na superfície do brie. Enfie as passas amolecidas nesses sulcos. Derrame o vinho do Porto e feche o papel-alumínio fazendo uma espécie de embrulho. Com cuidado, coloque esse pacote numa travessa refratária ou de barro. Leve ao forno pré-a-quecido por 5 a 10 minutos. Sirva em seguida com torradas — mas cuidado ao abrir o pacote, por causa do vapor!

 

Compartilhe no:
  • Orkut

Tags: ,

Deixe um comentário